Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


DAMA com as manas.jpg

Talvez não andem por aí muitos textos, escritos por adultos, onde se exalte a postura dos DAMA.

Mas como eu sou do contra, aqui vai...

Aqui há uns meses, as miúdas mais velhas queriam ir vê-los ao Rock in Rio; mas com bilhetes a 60€ (e a ter que comprar 3), não foi possível.

Felizmente o concerto deu em direto na TV e nessa noite elas deitaram-se mais tarde para assistirmos em conjunto.

E eu, que já assisti a (muitas) centenas de concertos, gostei do que vi.

É uma banda profissional e os miúdos dão tudo o que têm ao seu público.

Confesso que fiquei espantado com o à vontade com que eles encheram um palco gigante como o do Rock In Rio e não se intimidaram com a pressão de terem à frente 80.000 ou 90.000 pessoas.

Pareciam uns veteranos que dão concertos de estádio há anos...

Depois as manas quiseram um disco deles e lá se comprou o “Dá-me um segundo”.

Ao ouvir o disco a boa impressão manteve-se.

Existe uma máquina bem oleada por trás, com uma equipa de músicos e de produtores competentes que fazem um trabalho impecável e sem falhas.

É música comercial? Claro que é.

Percorre-se o disco e percebe-se que cada canção foi feita para agradar mais a um determinado público – aquilo parece um catálogo de sub-géneros de canções.

Uma mais a puxar para o hip-hop, outra com umas guitarras mais rockeiras, outra mais juvenil, outra mais orquestrada e com a secção de metais mais presente, outra com mais swing e mais dançável... ali há de tudo para se ter a certeza de que se agrada a muita gente.

É evidente que aquelas canções não resultam de um impulso criativo irresistível; não estão, nem pretendem estar, no patamar da arte – para isso temos os o Nick Caves e as PJ Harveys da vida.

Sim, são canções pop comerciais.

Mas é um projeto comercial bem feito, bem pensado, bem estruturado e bem executado.

E eles parecem genuinamente felizes em palco o que dá uma dimensão muito verdadeira e humana ao seu produto.

O facto de não ser a música que eu oiço não me tolda a vista e não me impede de lhes reconhecer inúmeras qualidades.

Entretanto soube do concerto no MEO Arena que acontecia 1 mês depois do aniversário das manas, fui ver os preços, havia bilhetes a 40€ com direito a meet&greet e lá se fez o sacrifício (financeiro) com a desculpa de que eram os presentes de aniversário.

A questão do preço é importante porque no ano passado, durante a digressão da Violetta, cobravam-se 500€ pelos bilhetes com direito a fotografia com as vedetas e esgotaram!!!

Depois desse precedente e do banho de multidão no Rock In Rio, os DAMA (ou a sua máquina promocional) podiam ter colocado os bilhetes meet&greet muito mais caros mas optaram por os colocar no mercado a um preço “praticável”.

É claro que para compensar venderam 1.500 bilhetes e os fãs tiveram que esperar (muitas) horas para tirarem a sua foto.

Mas isso foi muito melhor do que se tivessem vendido os bilhetes a 100€ ou 200€, ganhando o mesmo vendendo menos bilhetes, e dando esse privilégio apenas a algumas famílias mais endinheiradas.

As minhas filhas chegaram a casa quase às 4 da manhã mas vinham felizes e orgulhosas com a sua foto e com o disco autografado.

Para mim, isso é o que interessa.

E os próprios DAMA aguentaram mais de 6 horas a tirar fotos, depois de darem um concerto que de certeza foi fisicamente esgotante só por si.

Mais uma vez deram tudo pelos seus fãs.

Obrigado aos DAMA por serem uns profissionalões, por se esforçarem e se sacrificarem pelos seus fãs, por terem colocado os bilhetes a preços (a partir de 15€) que uma família normal pode pagar, por terem um disco giro que um pai alternativo consegue ouvir no carro sem querer saltar em andamento, e por mostrarem aos miúdos que é possível ter uma banda com sucesso e ganhar independência financeira com a música.

Em resumo, obrigado por serem um exemplo.

Há milhares de crianças e adolescentes que querem aprender um instrumento para poderem tocar as suas canções – podem perfeitamente começar por aí e depois cada um segue o seu caminho musical.

Num País que investe tão pouco na educação para as artes, o fenómeno DAMA faz mais por Portugal do que muitos (ex-)ministros da educação.

Tenho dito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:54


4 comentários

Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 28.10.2016 às 17:50

Logo no início da sua carreira (agosto de 2015), assisti a um concerto dos D.A.M.A. ao vivo numas festas aqui da região, de forma gratuita. Não gostei. Foi uma desilusão.
Para além de terem ainda poucas músicas no seu repertório, e por isso utilizarem parte do tempo para covers, e à excepção das músicas mais conhecidas, o resto era barulho. Não me pareciam muito preparados para concertos e palcos.
Agora que já se passou mais de um ano e têm muitas mais, e melhores, músicas, e mais experiência, gostaria de assistir a um concerto deles para ver as diferenças e, talvez, ficar com uma melhor opinião porque, na altura, jurei nunca mais voltar a vê-los ao vivo!
Sem imagem de perfil

De Ana Santos a 31.10.2016 às 22:43

Desculpe me intrometer mas agosto de 2015 já eles tinham o primeiro album a venda e ja tinham reportorio para mais de uma hora de espectaculo. Eu fui vê-los em Março desse ano e voltei a vê-los em Maio. Por isso, acho que se enganou na data.
Sem imagem de perfil

De Rafaela a 01.11.2016 às 09:50

Bom , desde já olá! Os D.A.M.A começaram a sua carreira em 2006, e, isto na minha opinião, a fama deles cresceu quando abriram o concerto dos One Direction no Estádio do Dragão. Eu estava lá e sei bem que antes desse dia (13 de julho de 2014) pouca gente os conhecia, e se tivesse visto o Alta Definição à umas semanas, compreendia bem esse concerto que assistiu! Deixo-lhe aqui o link para o caso de ter interesse: http://sic.sapo.pt/Programas/altadefinicao/videos/2016-10-15-Alta-Definicao-com-D.A.M.A
Obrigada.
Imagem de perfil

De A Desconhecida a 28.10.2016 às 19:06

Há quem esteja contra, há quem esteja a favor dos DAMA. Como em qualquer coisa na vida, cada um tem direito à sua opinião. Já eu, sou uma das que até gosto deles, já gostei mais é verdade, mas quando se tem primas pré-adolescentes, aquelas músicas dos DAMA fazem mesmo sentido para elas, e eu lá tenho que acompanhá-las a ouvir aquelas musiquinhas, que até ficam no ouvido :) Concluindo, para mim os DAMA, são bons rapazes e estão a fazer sucesso e a dar que falar. Um aparte, caso queiram, visitem o meu blog, http://1simplesdesconhecido.blogs.sapo.pt/

Comentar post



O LIVRO

Capa_OK


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D