Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


 

BdC-cartoon.jpg

Não haverá por aí muita gente que goste menos do Bruno de Carvalho do que eu (como facilmente se percebe pelo texto que escrevi aqui).

Ainda assim, e independentemente do resultado das investigações e dos processos em curso, não gosto nada da imagem de uma “justiça” que se parece pôr em bicos de pés para dar nas vistas. Bruno de Carvalho já tinha afirmado a sua disponibilidade para ser interrogado onde e quando as autoridades judiciais quisessem.

Prendê-lo num domingo à tarde para ser ouvido dois dias depois é algo que para mim não faz sentido, a menos que seja explicado.

Fez-me lembrar a prisão do Paulo Pedroso há uns anos em directo em plena AR; na altura pareceu que o principal objectivo era mostrar o magistrado justiceiro quando seria perfeitamente possível levar o suspeito a depor e/ou prendê-lo sem aquele circo em direto nas televisões.

Desta vez, ou existia a suspeita fundada de que BdC poderia fugir do pais ontem à noite ou então poderia ser intimado a depor hoje (ou detido para interrogatório) - tudo o resto é excesso para consumo mediático que pouco enobrece a justiça.

E muito honestamente, a última coisa que me apetecia era que a figura mais sinistra da história do meu clube (e uma das mais sinistras da história recente do meu país) aparecesse agora no papel de “vitima”...

 

P.S. penso que o cartoon é  do Henrique Monteiro, aqui do sapo - eu só acrescentei as grades...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25


20 comentários

Imagem de perfil

Fernando Caeiro a 13.11.2018

O texto era sobre a detenção do Bruno de Carvalho; queria que escrevesse um texto sobre todas e cada uma das pessoas que foram detidas em Portugal nos últimos 6 meses?!?
Existe (e tem que existir) um campo amplo para a discricionariedade na aplicação deste tipo de medidas e esta detenção tem evidentemente suporte legal; o que não quer dizer que eu concorde com a moralidade da mesma.
A Assunção Esteves poder reformar-se antes dos 50 anos com 7.500€ de reforma também é legal.
Os deputados poderem dar moradas falsas para receberem subsídios de deslocação também é legal.
A prescrição dos crimes de quem tem dinheiro para pagar bons advogados para levantar incidentes processuais e pagar recursos intermináveis para tribunais superiores também é legal.
Existe uma diferença entre legalidade (que é mais objectiva) e moralidade (que é mais subjectiva).
O texto foi escrito no pressuposto de que quem lê percebe a diferença entre os dois conceitos.
Sem imagem de perfil

Vigia Coelhos a 13.11.2018

Pois é, mas, há quem não entenda um pressuposto.
Assim como há quem seja convocado para prestação de depoimento por várias vezes e se refugie no Hospital da CUF, com amnésia.
A esse labrego ninguém o foi buscar a casa!

Comentar post



O LIVRO

Capa_OK

Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D