Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não sei se vocês acompanharam a entrega dos prémios Nobel mas aconteceu uma coisa tão improvável quanto bela.

A academia Sueca tinha convidado desde o início a Patti Smith para cantar uma canção na cerimónia; ela aceitou de imediato e ficou a pensar na sua canção que melhor se adequaria.

Depois de ser anunciado que o Bob Dylan tinha ganho o Nobel da literatura, a boa da Patti decidiu que não cantaria uma canção sua mas faria antes uma versão de um tema do galardoado.

“A hard rain’s a-gonna fall” foi a canção escolhida e ensaiada para a ocasião.

Mas durante a interpretação do tema a Patti Smith teve uma branca e esqueceu-se da letra.

Foi constrangedor.

Ela parou de cantar e acabou por explicar que estava muitíssimo nervosa por estar a cantar ali naquela ocasião.

Uma artista que já atuou em todo o lado e perante milhões de pessoas consegue encarar mais uma canção como algo muito maior do que “apenas mais uma”.

Essa dedicação e essa humildade são, para mim, esmagadoras.

Eu só soube do acontecimento porque ela própria falou nisso na sua página de Facebook quando partilhou um maravilhoso artigo do The New Yorker a propósito da sua falha.

Também acho genial que ela faça a sua catarse de forma tão aberta e transparente.

Dias depois voltava a falar da sua falha ao partilhar um belo texto de uma das instrumentistas que estava na orquestra a 2 metros dela.

Estou convencido de que milhões de pessoas só souberam da sua falha porque ela própria veio dizer que falhou.

A Patti Smith conseguiu transformar um falhanço num momento de superação e de humilde grandiosidade.

É (também) por isso que ela é uma das miúdas que eu amo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44

Dylan-2.jpg

É normal discutir-se se o vencedor do Nobel da Literatura merece (ou não) o prémio - é um ritual que se repete ano após ano.

E muitos de nós nunca tinham ouvido falar do vencedor até ao dia do anúncio.

Mas desta vez mudou-se o paradigma.

O galardoado é tão grande que não se coloca a questão de saber se Bob Dylan merece ou não o Nobel.

É o próprio Prémio Nobel que já merecia um Bob Dylan.

E isto para mim faz tanto sentido que me sinto verdadeiramente mais feliz por causa disso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30


O LIVRO

Capa_OK

Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D