Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Uéb Sâmit

10.11.16

É evidente que nada me move contra o progresso e as novas tecnologias – era o que faltava.

Já não tenho é paciência para esta parolice lusa de venerar tudo o que vem de fora como se fosse o último grito da moda - aquela novidade que nos vai salvar.

Sim, andam por aí umas pessoas que estão a participar num grande evento, é verdade.

Mas se o evento nos entra pelas casas adentro não é só pela sua dimensão, relevância ou pelo que traz de novo à cidade – é pelo empolamento provinciano das notícias.

 

Ai, os hotéis estão cheios!

A sério?

Só quem nunca tentou marcar um hotel é que não sabe que é frequente ser difícil encontrar um quarto disponível na cidade.

Já me aconteceu várias vezes só conseguir um quarto (sim, um só quarto) à quinta ou sexta tentativa porque o Marriott estava cheio, o Corinthia estava cheio, e nos hotéis de 4/5 estrelas perto do eixo Aeroporto/Expo não havia um único quarto disponível.

Lisboa recebe diariamente milhares de turistas e dezenas de eventos e congressos que tornaram a oferta hoteleira insuficiente há muito tempo. Qualquer passeio por Lisboa revela uma quantidade de novos hotéis (para além do fenómeno dos alojamentos locais) que nascem como cogumelos.

É preciso ter passado os últimos 5 anos a dormir para não perceber isso.

 

Ai os transportes estavam cheios.

A sério?

É que nem me vou dar ao trabalho de comentar...

 

Ai, o Bairro Alto e o Cais do Sodré foram invadidos à noite!

A sério?

Agora a sério... A SÉRIO?

Mas há alguém neste quintal à beira mar plantado que não saiba que o Bairro Alto e o Cais do Sodré estão SEMPRE cheios de gente durante os 52 fins-de-semana do ano?

 

Qual é a próxima extraordinária novidade que estes media trendy nos vão dar?

Que por causa da Web Summit este ano até houve verão de São Martinho?

Que durante a Web Summit a semana começou a uma segunda?

Vocês desculpem a minha aparente falta de entusiasmo mas não sei se o meu coração aguenta tanta inovação.

 

Gente fina é outra coisa

 

Fico feliz pelo facto de a organização ter escolhido a minha amada cidade.

Espero que os participantes tenham gostado de cá estar e que tenham ficado com vontade de cá investir e de cá voltar.

 

Mas nós estamos em 2016 – enquanto comunidade já tínhamos a obrigação de receber as pessoas e os eventos com normalidade e não como uns pacóvios fascinados porque vêm aí umas coisas lá de fora.

Já não há “lá fora”, pá.

Agora passa-se tudo cá dentro.

Parecendo que não, o termo “aldeia global” foi criado há meio século...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30


9 comentários

Sem imagem de perfil

alex a 14.11.2016

Se a semana começou à segunda é novidade, normalmente começa domingo...
De resto concordo completamente! :)

Comentar post



O LIVRO

Capa_OK

Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D